You are here: Home Serviços Núcleo de Pesquisas Econômico-sociais - NUPES Trabalhos Acadêmicos Dinâmica Econômica e Mobilidade Populacional: o caso de São Paulo.

Navigation
 
Document Actions

Dinâmica Econômica e Mobilidade Populacional: o caso de São Paulo.

Autor(a): Priscila Macedo de Carvalho.

Orientador(a): Prof. Dr. Fábio Ricci.

Resumo:
A migração é um tema complexo decorrente das inúmeras dificuldades que os estudiosos enfrentam em abordar este lado da dinâmica demográfica. Ravenstein e Lee tentaram formular “teorias” de migração, utilizando ferramentas de observação e variáveis diferentes, como tempo, local de origem e destino. O cenário paulista e, em especial, o paulistano da década de 80 é muito distinto daquele em que se processou a transformação do país de uma sociedade agrária em uma sociedade urbano-industrial. A década de 80 foi marcada pela perda de dinamismo da economia brasileira – em especial a paulista – em criar postos de trabalho na industria, pelo menos no ritmo em que isto vinha se dando na década anterior. Também se deixou de observar a continuidade do processo de “estruturação” do mercado de trabalho paulista e nacional, com estagnação da parcela relativa da mão-de-obra. Apresenta-se neste trabalho, um panorama histórico do processo de industrialização no Brasil e no mundo, mostrando alguns impactos que influenciaram na formação das regiões brasileiras. Aborda-se os aspectos teóricos migratórios analisando as “âncoras” das tendências gerais dos deslocamentos populacionais no Brasil ocorridos entre 1930 e 1980. Faz-se uma análise baseada nos dados censitários de 2000 divulgados pelo IBGE, fazendo uma reflexão sobre as tendências migratórias recentes do estado de São Paulo. Propõe-se ainda, no terceiro capítulo, apresentar estimativas de migração para o Estado no período de 1991/2000, tomando-se como base as estatísticas vitais processadas pela Fundação Seade e as informações dos censos demográficos da Fundação IBGE. Em termos metodológicos, vale destacar que, os saldos migratórios estimados utilizados neste estudo consideram a diferença entre o crescimento populacional, proveniente nos últimos censos demográficos e o saldo vegetativo, calculado a partir das estatísticas vitais. Este capítulo também exibe as estimativas da migração para os últimos vinte anos, o que possibilita uma análise dos períodos 1980/1991 e 1991/2000. Como unidade de análise será considerado o estado de São Paulo e como recorte regional a metrópole paulista e o interior do estado. Procura-se responder ou buscar elementos para se compreender melhor os obstáculos que se interpõem entre o migrante e a “oportunidade econômica” que a cidade industrial lhe oferece. Através deste trabalho, será feita uma breve reflexão sobre os obstáculos enfrentados pelo migrante, assim como a sua adaptação no mercado de trabalho paulista.

Palavras-chave: dinâmica econômica, mobilidade populacional, São Paulo, industrialização, migração.

[ Ver o Trabalho Completo em PDF ]

 

Powered by Plone, the Open Source Content Management System

This site conforms to the following standards:

Melhor visualizado na resolução 1024 x 768.